Troca de experiências

Ídolos detalham suas trajetórias na abertura do 2º semestre para as categorias de base

Mr. Pi, Humberto Gessinger e Roberto Minuzzi foram as atrações na Arena do Grêmio

07 AGO 2018 12:55 | Atualizado em 07 AGO 2018 13:00 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Uma manhã para levar para toda a vida. Assim foi o contato dos ídolos Humberto Gessinger, Roberto Minuzzi e Everton Cunha (Mr. Pi), junto aos atletas, comissões técnicas e profissionais das categorias de base, no tradicional evento que marca a abertura dos trabalhos para o segundo semestre, realizado no auditório do Conselho Deliberativo da Arena Tricolor. O objetivo da atividade é de estimular o desenvolvimento sócio cultural, além da identificação com o Clube e sua torcida através de “cases de sucesso” em sua área de atuação.

Com as presenças dos atletas pertencentes as seis categorias na base gremista, da Sub-14 até a Sub-20, o assessor adjunto da presidência para as categorias de base do Grêmio, Enio Almeida, fez a abertura do evento inicialmente parabenizando a recente conquista da Copa Mitad Del Mundo Sub-18, no Equador, e valorizou a presença de expoentes nas diferentes áreas do esporte, comunicação e música.

Roberto Minuzzi, ex-ponteiro multicampeão no vôlei brasileiro, inclusive pela Seleção Brasileira, foi o primeiro a falar com os jovens. Iniciou sua apresentação contando a sua trajetória dentro do esporte, os momentos de aprendizado e superação até obter as conquistas pelos clubes por onde passou e pela Seleção, além de transpor um grave problema de saúde para seguir competindo.

Após uma pausa para o café, a atividade foi retomada com um bate-papo do comunicador e radialista Everton Cunha junto ao vocalista dos Engenheiros do Hawaii, Humberto Gessinger. A tabelinha entre ambos rendeu diversos assuntos como a preocupação da imagem que o ídolo deve passar, entrando aqui a preocupação com a forma como deve se comunicar em suas redes sociais, as semelhanças do impacto de um artista e de um jogador de futebol perante ao público espectador de um show ou de uma partida, alem da importância de saber lidar com os fracassos e tambem o sucesso em toda a trajetória de vida.

Por fim, as perguntas foram abertas ao público, com a participação dos atletas e membros das comissões técnicas. Um pedido de "palinha" solicitado ao cantor acabou sendo substituído. Ao invés de cantar algum dos tantos sucessos dos Engenheiros, Humberto Gessinger preferiu cantar a estrofe do Hino do Grêmio, seguido de uma salva de palmas da platéia.

Para selar a presença, das mãos do coordenador geral das categorias de base, Francesco Barletta, todos os convidados receberam as camisas tricolores 2018 para aumentar as suas coleções, já que todos são torcedores gremistas apaixonados.

 

Abertura 2º semestre Base