Fase de Grupos

Grêmio empata com o líder Cerro Porteño, na Libertadores

Partida terminou em 0 a 0 no Nueva Olla, em Assunção, no Paraguai

17 ABR 2018 23:30 | Atualizado em 17 ABR 2018 23:32 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

O terceiro desafio do Tricolor pela fase de grupos da Libertadores da América ocorreu na noite desta terça-feira, 17, em Assunção, no Paraguai. O Grêmio encarou o Cerro Porteño, líder do seu grupo e empatou em 0 a 0.

Em campo, o técnico Renato Portaluppi escalou um time com algumas modificações. Léo Moura foi poupado, dando assim lugar a Madson na lateral direita. No meio-campo, Jailson iniciou a partida na posição de Maicon. Como no último jogo, Luan seguiu ausente, devido a uma fascite plantar - Cícero foi seu substituto.

A partida foi movimentada, com as duas equipes imprimindo um intenso ritmo de jogo. O Cerro Porteño adiantou sua marcação, atacou por mais vezes, criando as melhores chances. Pouco depois da metade do primeiro tempo, o Grêmio passou a criar, mas a defesa paraguaia não deu espaços. Os gremistas ainda tiveram um pênalti sonegado, aos 36 minutos, após Everton ser derrubado dentro da área por Marcos Cáceres, que aplicou um carrinho no atacante.

Na etapa complementar, o Grêmio passou a dominar mais as ações. Aos 5 minutos, depois de uma cobrança de escanteio, Geromel acertou a trave paraguaia - por detalhe, não abriu o marcador.

Quanto as substituições, o técnico Renato tirou Cícero, Arthur e Jael, para colocar Michel, Alisson e Thonny Anderson.

Com o empate, o Grêmio conquista um ponto, chegando a 5 na competição, com um aproveitamento de 55,5%. Segue na segunda colocação, atrás apenas do Cerro, com 7.


Primeiro tempo

O jogo começou com o Grêmio, mas quem chegou pela primeira vez ao ataque foram os donos da casa, com Churín, que recebeu no meio e arriscou de longa distância. Marcelo Grohe fez a defesa.

Já o Tricolor teve logo na sequência uma falta a seu favor da intermediária de ataque. Ramiro alçou a bola na área, Jael subiu e desviou de cabeça, mas o arqueiro paraguaio defendeu com segurança.

Com  5 minutos, o Cerro chegou com perigo. Primeiro, Cáceres cruzou na área pela direita, mas Madson interceptou a jogada e mandou a escanteio. Na cobrança, a bola foi lançada na área, mas a defensiva gremista fez um novo corte.

O Tricolor também ameaçou com uma jogada rápida. Cicero roubou a bola no meio e serviu Ramiro, que deu um passe para Jael. O centroavante tentou acionar Everton, mas a defesa se antecipou e terminou com o lance.

Em seguida, mais uma chance tricolor. Após erro da defesa, mais uma vez Cícero recuperou a bola e abriu para Everton na direita; mesmo sem muito ângulo, o atacante finalizou, no entanto, Silva espalmou. Em resposta, o Cerro chegou com Churín novamente, mas Kannemann cortou o chute do paraguaio.

Aos 14 minutos, Jael avançava em velocidade, se lançando em contra-ataque, mas acabou derrubado por trás no meio-campo, parando a jogada. Na sequência, Jailson fez um bom lançamento para Madson, mas o lateral não alcançou e a bola se perdeu pela linha de fundo.

O Cerro chegou com muito perigo aos 19 minutos. Rodrigo Rojas arriscou de longe e mandou com muito perigo em direção a meta. Grohe caiu e espalmou para escanteio. Jás aos 22’, os donos da casa avançaram pela direita com Palau, Novick e Raul, que cruzou. Geromel, duas vezes, afastou o perigo.

Outra chance dos paraguaios surgiu aos 23 minutos. Churín recebeu na área, protegeu e ajeitou para Palau, que, chutou. Grohe fez boa defesa.

Os donos da casa seguiram pressionando e, aos 31’, tiveram uma falta contra a meta de Marcelo Grohe. Churín mandou direto, mas por sorte, a bola subiu demais e saiu por sobre a meta gremista.

O Tricolor tentou responder com Everton, pela esquerda. O atacante driblou o marcador, mas ao cruzar, a bola foi interceptada pela zaga. Em seguida, Cortez tentou o domínio do passe dado pelo camisa 11, mas acabou se perdendo e saindo pela lateral.

Aos 36 minutos, Everton avançava para dentro da grande área depois de receber um passe de Ramiro e foi derrubado com um carrinho de Marcos Cáceres, mas nada foi assinalado pela arbitragem.

Em outra chance gremista, Jael cobrou uma falta da intermediária, mandou direto. A bola desviou na zaga e saiu a escanteio. Ramiro fez a cobrança, colocando na boca do gol, mas a defesa cortou de cabeça.

Jogo finalizou aos 46 minutos.


 

Segundo tempo

O Grêmio voltou a campo com a mesma formação.

Logo no primeiro minuto, o Cerro ameaçou. Arzamendia avançou pela esquerda e cruzou. Jailson tentou o corte, mas a bola sobrou para Rojas, que mandou a gol, mas por sobre a meta de Marcelo Grohe.

O Grêmio chegou aos 5 minutos com Everton, que driblou a marcação e acionou Cícero por trás da zaga. O meia chegou entre os marcadores e finalizou. A bola saiu a escanteio. Na cobrança, Ramiro colocou na boca do gol, Silva tirou de soco e a bola sobrou para Geromel, que mandou de voleio, na trave. Por pouco não foi aberto o marcador no Nueva Olla.

Em um contra-ataque rápido iniciado por Everton, o atacante chegou na intermediária e acionou Ramiro, que fez o cruzamento fechado, obrigando Silva a espalmar para escanteio. Cobrado no primeiro poste, Churín afastou pela lateral, aos 9’.

O Cerro chegou com muito perigo aos pela esquerda. Arzamendia foi ao fundo de campo, cortou o marcador e cruzou. Cortez acabou deixando a bola chegar a Jorge Rojas, que finalizou. Grohe conseguiu defender, se jogando nos pés do atacante.

Aos 14’, Palau fez um lançamento para Raul Cáceres na direita, mas Kannemann cortou a escanteio.

Passados 20 minutos, o Cerro voltou a ameaçar. Churín dominou pela direita, protegeu e tentou passar por Kannemann, mas não conseguiu.

Substituição: Saiu Cícero, entrou Michel, aos 23’.

Em cobrança de escanteio, Ramiro mandou na área, mas Silva saiu para defender, mais uma vez.

Substituição: Saiu Arthur, entrou Alisson, aos 31’.

O Grêmio tentou pela direita, com Alisson servindo Jael. A bola bateu na zaga e sobrou para Cortez. O lateral finalizou e a defesa cortou a escanteio. Em seguida, Jailson mandou de cabeça para o centro da área e Jael também, mas a bola ficou fácil para a defesa do arqueiro paraguaio.

Com 35 minutos, Alisson pegou a bola no campo defensivo e saiu em velocidade, mas foi desarmado pela marcação de Escobar.

Substituição: Saiu Jael, entrou Thonny Anderson, aos 36’.

O Grêmio tentou novamente aos 38’. Michel serviu Ramiro, que encontrou Everton. O atacante dominou, cortou pro meio e deu bom passe para Thonny, na esquerda. O meia finalizou, mas Silva defendeu.

O Cerro também chegou com perigo na reta final da partida, mas a defesa gremista conseguiu segurar e não dar espaço aos donos da casa.

Aos 44’, em rápido contra-ataque, o Tricolor chegou novamente. Agora, Cortez, Alisson e Everton trocaram passes e por último, Thonny Anderson foi acionado dentro da área, mas a marcação parou o cruzamento do atacante.

Jogo finalizou aos 48’.

 

* O trio de arbitragem argentino foi comandado por German Delfino, auxiliado por Diego Bonfa e Gabriel Chade.

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

 

Cerro Porteño X Grêmio - 17/04/2018