Viva o Grêmio

Grêmio celebra 115 anos em clima de Libertadores

Evento na Casa NTX reuniu mais de 700 pessoas em banquete histórico

14 SET 2018 21:53 | Atualizado em 14 SET 2018 22:45 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Embalado pelas emoções das três conquistas de Libertadores da América o Grêmio comemorou os seus 115 anos na noite desta sexta-feira em um grande, emocionante e inesquecível Jantar Comemorativo realizado na Casa NTX para mais de 700 pessoas. Com a presença de ídolos do passado e do presente, os oradores Morgana Schuh e Luciano Costa, comunicador da Rádio Atlântida, relembraram os títulos de 1983, 1995 e 2017. As homenagens aos ex-presidentes Fábio Koff e Oly Fachin emocionaram os presentes, que exaltaram o Grêmio no “Parabéns a Você”, comemoraram os resultados financeiros do exercício até agosto e viram em primeira mão a nova camisa número 3 lançada pela Umbro.

Representando o time tricampeão da América estiveram o goleiro Marcelo Grohe e os zagueiros Pedro Geromel e Walter Kannemann. O presidente Romildo Bolzan compareceu ao lado dos seis vice-presidentes do Conselho de Administração: Adalberto Preis, Cláudio Oderich, Duda Kroeff, Sergei Costa, Paulo Luz e Marcos Hermann. Representando o Conselho Deliberativo, o presidente Carlos Biedermann e seu vice Alexandre Bugin, além do chefe de gabinete da presidência Marco Bobsin, do CEO Carlos Amodeo e dos diretores do Departamento de Futebol Alberto Guerra e Deco Nascimento.

O presidente Romildo Bolzan foi o primeiro a discursar, falando em nome do Conselho de Administração. Fazendo o uso da palavra, cumprimentou os representantes do governo do Rio Grande do Sul, da prefeitura de Porto Alegre, do Esporte Clube Cruzeiro e do Sport Club Internacional. Romildo Bolzan exaltou o diálogo estabelecido entre todos os setores do Clube e revelou um importante dado para o presente e o futuro tricolor: até este mês de agosto o Grêmio atingiu 310 milhões de reais em receitas e pagou 100 milhões de reais das suas dívidas. Um fato que emocionou e levou às lágrimas o mandatário gremista.

“O Grêmio se tornou, no curso do tempo, a referência de oito milhões de pessoas. Que patrimônio. O Grêmio talvez tenha conseguido, nos últimos tempos, a maior obra realizada, que foi a harmonização das suas convivências. O Grêmio hoje discute com respeito. Se há uma obra de engenharia realizada, foi as nossa responsabilidades de conduzir um ambiente harmônico, produtivo e em favor do nosso clube campeão. O Grêmio conseguiu fazer uma coisa extremamente importante: jogador que sai hoje, só sai depois de um título. O ganho desportivo precede o ganho econômico. Mas o ganho econômico é tão importante que finalizamos, no dia de hoje, o resultado do exercício até o mês de agosto. E eu gostaria, com muito orgulho, de dizer para vocês que o Grêmio realizou, até agosto de 2018, 310 milhões de receitas. O Grêmio realizou um EBITDA de 140 milhões de reais. O Grêmio realizou lucro líquido de 70 milhões de reais. E pagou dívidas na ordem de 100 milhões de reais. O Grêmio é um clube que consegue estabelecer a fidelidade do seu discurso. É um clube que compete, forma jogadores, respalda o seu time, busca campeonatos, é competitivo, forte, e tem a percepção da organização na correspondência dos seus compromissos. Esse é o Grêmio de hoje. E certamente será o Grêmio do futuro. O Grêmio que nós todos queremos permanentemente campeão", afirmou o orgulhoso presidente Romildo.

Foi com as imagens da Batalha de La Plata, os gols de Caio e César em um Olímpico Monumental lotado e o sangue do capitão Hugo de León que os mais de 700 gremistas comemoraram novamente o primeiro título da Conmebol Libertadores, conquistado sob a liderança de Fábio Koff e o comando de Valdir Espinosa. Doze anos se passaram no telão para refrescar novamente a memória com a garra do time comandado por Felipão e pelo capitão Adílson Batista e liderado novamente por Fábio Koff. Em 1995 o Grêmio precisou passar por adversários perigosos como Emelec e Olímpia, batendo na final o Nacional de Medellín com uma grande vitória no Olímpico e o empate no jogo decisivo na Colômbia. O principal oponente, porém, foi o Palmeiras, grande rival tricolor nos anos 90 e lembrado com referência especial. Convidado especial do Jantar Comemorativo, Adílson representou aquele grupo.

A viagem no tempo foi grande. Passaram diretorias, técnicos e jogadores enquanto o Grêmio perseguia a obsessão de reconquistar a América. Como tudo na história do Clube, o título carregou pesados elementos de predestinação. Vinte e dois anos depois, foi com a orientação de Renato Portaluppi, ídolo absoluto do Tricolor, que o Grêmio ofereceu o continente mais uma vez aos seus torcedores. Na brilhante e inesquecível campanha de 2017 os heróis gremistas passaram pelos adversários com autoridade, anotando grandes vitórias em casa e fora. Foi também a jóia na coroa da Arena, o grande título que chegou apenas cinco anos após a sua inauguração. As vibrações daquelas noites ainda podem ser sentidas, enquanto Porto Alegre não esquece da festa que testemunhou no dia 30 de novembro.

Parceira do Grêmio em todos os títulos da década, a Umbro também foi homenageada e homenageou o Tricolor com o lançamento da terceira camisa para a temporada 2018. Nome sempre presente nas seleções de base, o volante Victor Bobsin foi o modelo a desfilar o fardamento preto, com linhas azuis e brancas na gola e nas mangas e que já está à venda em gremiomania.com.br. Os mais de 700 presentes acompanharam o lançamento com exclusividade e puderam adquirir a nova camisa em uma vending machine disponibilizada na Casa NTX pelo Clube.

O principal momento da noite chegou ao som do emocionado Parabéns a Você cantado a plenos pulmões por todos os gremistas. Com o presidente Romildo Bolzan, os tricampeões Marcelo Grohe, Pedro Geromel e Walter Kannemann, o Capitão América Adilson Batista, os vice-presidentes do Conselho de Administração, o presidente do Conselho Deliberativo Carlos Biedermann, o vice Alexandre Bugin, o CEO Carlos Amodeo e o chefe de gabinete da presidência Marco Bobsin ao lado do grande bolo de 115 anos o cerimonial foi encerrado, eternizando mais uma grande celebração à história do Clube de Todos, o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense.

O Jantar Comemorativo aos 115 anos do Grêmio teve apoio de 4all, Arroz Prato Fino, Casa Valduga, Laghetto Hotéis, Locare, Luz da Lua, Net, Premiere Sportv, Uber, Umbro e Unimed.

Fotos: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Aniversário Grêmio 115 anos