História

Grêmio comemora 35 anos da primeira Libertadores

Em 28 de julho de 1983 o Grêmio pintou um continente de azul

28 JUL 2018 00:00 | Atualizado em 27 JUL 2018 14:31 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

O Grêmio comemora neste sexta-feira, dia 28/07, 35 anos da conquista de sua primeira Copa Libertadores da América. O primeiro título continental do Estado. 

Parece que foi ontem.

O empate de 1 a 1 no primeiro jogo, realizado em Montevidéu, era o indicativo de que o título estava prestes a ficar no Olímpico e para isso bastava uma vitória simples.

Na noite de 28 de julho, uma quinta-feira fria de inverno, a torcida gremista lotou o Monumental da Azenha para ver o Grêmio derrotar os uruguaios do Peñarol pelo placar de 2 a 1.

O Tricolor saiu na frente do marcador antes dos 10 primeiros minutos: Casemiro pegou uma sobra de um escanteio e lançou Osvaldo entrando pela esquerda, nas costas da zaga. O meia invadiu a área e chutou cruzado. A bola passaria na frente da meta, mas Caio apareceu de carrinho e mandou para o fundo das redes.

Este 1 a 1 levava a decisão para um terceiro jogo em campo neutro, que seria em Buenos Aires. A idéia não agradava aos gremistas, que queriam ver a volta olímpica dentro de casa.

Já na base do desespero, aos 32 minutos da etapa final, surgiu o tão esperado gol da vitória: Tarciso cobrou lateral para Renato, no fundo de campo pela direita de ataque. O futuro herói do mundial e do tricampeonato da América levantou a bola e cruzou para a área. César, centroavante que havia entrado em campo para substituir Caio, mergulhou de cabeça e venceu o goleiro Fernandez. Grêmio 2 a 1 e festa no estádio Olímpico.

Pela primeira vez em sua história, o Grêmio chegava ao título continental carimbando o passaporte para a conquista do Mundial no Japão.

FICHA TÉCNICA:

Estádio: Olímpico

Local: Porto Alegre

Data: 28/07/83 

GRÊMIO (2)
PEÑAROL (1)
Mazarópi
Fernández
Paulo Roberto
Montelongo
Baidek
Olivera
De León
Gutierrez
Casemiro
Diogo
China
Bossio
Osvaldo
Saralegui
Tita
Zalazar
Renato
Venancio Ramos
Caio
Morena
Tarciso
Silva
TÉCNICO
TÉCNICO
Valdir Espinosa
Hugo Bagnulo

ÁRBITRO 
Edson Perez (PER)

AUXILIARES
Carlos Montalvan (PER)
Henrique Labo (PER)

GOLS
Caio (GRE - 10 do 1T)
Morena (PEÑ - 25 do 2T)
César (GRE - 32 do 2T) 

SUBSTITUIÇÕES - GRÊMIO
Entrou César, saiu Caio (2T) 

SUBSTITUIÇÕES - PEÑAROL
Entrou Peirano, saiu Silva (2T) 

PÚBLICO 
Público pagante: 63.792
Público total: 73.093 
Renda: Cr$ 110.551.500

Relembre como foi a conquista:

Foto: Museu do Grêmio / Grêmio / Divulgação