Reconhecimento

Grêmio concorre em 5 categorias no Prêmio CONAFUT

Conferência Nacional reconheceu executivos tricolores em 2018; público pode votar

09 MAI 2019 15:51 | Atualizado em 09 MAI 2019 15:58 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Reconhecido em 2018 com os prêmios de melhor CEO e Executivo de Futebol de 2017, o Grêmio concorre novamente no Prêmio CONAFUT, que acontece nos próximos dias 16 e 17 dentro da 3ª Conferência Nacional de Futebol e premia as melhores práticas referentes à última temporada. O Tricolor está representado com finalistas em cinco das sete categorias entre profissionais e departamentos de clubes de futebol.

Nesta 3ª edição, na categoria Melhor CEO de Clube, o executivo geral Carlos Amodeo está na final ao lado dos profissionais do Flamengo, Bruno Spindel e do Bahia, Pedro Henriques. Na categoria “Melhor Executivo de Marketing”, o Tricolor está representado por Beto Carvalho, finalista ao lado dos executivos do Cruzeiro, Renê Salviano e do Palmeiras, Roberto Trinas. Outro setor relevante e no qual o Grêmio se destaca é o Financeiro, e o executivo Fabiano Würdig concorre como melhor executivo da área ao lado de Elias Albarello, do São Paulo e Márcio Garotti, do Flamengo. Além dos prêmios para Profissional de Clube, o Grêmio também é finalista em dois prêmios para Departamento de Clube: comissão técnica e análise de desempenho.

A eleição do Prêmio CONAFUT é dividida em três júris: 70% de poder de voto para os júris de especialistas, 20% de poder de voto para os participantes da Conferência e 10% do poder de voto para júri popular – em votação aberta no site conafut.com.br/premiacao. Os vencedores serão conhecidos durante os dois dias da Conferência.

Reunindo especialistas de diversas áreas, a Conferência Nacional de Futebol é um dos eventos de maior destaque para a discussão, reflexão e propagação das melhores práticas do esporte em todas as suas dimensões profissionais: técnica, gerencial e mercadológica. Os objetivos do encontro são gerar debates e reflexões sobre os principais temas do futebol brasileiro, promover o networking entre clubes, investidores, fornecedores e entidades reguladoras do futebol e, também, contribuir para o desenvolvimento do esporte.

Foto: Conafut / Divulgação