Confiança na justiça

Diretoria gremista concede coletiva após ajuizar reclamação na Conmebol

Bolzan: "Somos os campeões da Libertadores e temos soberania para buscarmos dignidade e lisura na competição"

01 NOV 2018 11:59 | Atualizado em 01 NOV 2018 11:59 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Na manhã desta quinta-feira, um dia após ajuizar na sede da Conmebol uma reclamação contra o River Plate por participação no descumprimento da punição sofrida pelo treinador, Marcelo Gallardo, o presidente gremista, Romildo Bolzan, concedeu entrevista coletiva no auditório da Arena para esclarecer o processo desenvolvido pela diretoria do Clube e seu corpo jurídico no intuito de buscar aquilo que acredita ser o justo e o correto.

Bolzan agradeceu a equipe de advogados pelo empenho na construção da linha de trabalho apresentada à Confederação Sul-Americana e fez questão de destacar que de nada tem a ver com a má utilização do VAR, que validou o gol de mão marcado pelo time argentino. O mandatário tricolor salientou que o Clube tem soberania para procurar o cumprimento das regras estabelecidas. Resumidamente, disse que o Grêmio tem soberania para buscar a lisura e a dignidade na competição. Que estão em jogo valores muito mais profundos do que o resultado. Estão em em jogo a moralidade do futebol, a dignidade do campeonato e a honra da própria Conmebol.

Bolzan revelou que o Grêmio tem todas as imagens do trajeto do treinador desde a saída da cabine onde estava até a chegada ao vestiário no intervalo de jogo e que não foi uma decisão deliberada do treinador, que agiu com requintes de deboche e desrespeito com a Conmebol, mas o regulamento do código disciplinar da Entidade foi infligido com a anuência e conivência do River Plate. Para o presidente gremista, o River teria time para vencer o Grêmio dentro de campo e não precisava usar deste artifício de conduta que não tem mais espaço no futebol.

Confira abaixo a íntegra da coletiva transmitida ao vivo pela Grêmio TV.

No final, Romildo Bolzan se disse confiante na decisão que será tomada na tarde do próximo sábado, na sede da Conmebol.

A coletiva desta manhã contou também com as presenças do CEO, Carlos Amodeo; do diretor jurídico, Nestor Hein; do diretor adjunto jurídico, Leonardo Lamachia; e do executivo de futebol, André Zanotta.

Foto: Lucas Uebel
 


Coletiva Presidente Romildo Bolzan Junior