Futebol

Grêmio é recordista na utilização de jogadores formados na base neste Brasileirão

Jogos decisivos proporcionaram a chance dos jovens mostrarem seu valor

08 DEZ 2017 18:39 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

A temporada de 2017 foi marcada não só pela conquista do Tricampeonato da Libertadores e a disputa do Mundial de Clubes, mas pela grande utilização dos jovens atletas formados no Grêmio. Em recente levantamento feito pelo site Footstats, o Tricolor é o recordista entre os participantes do Campeonato Brasileiro na utilização de atletas formados na base.

Durante as 38 rodadas da competição nacional, foram escalados 25 atletas formados no Clube. Em termos de minutos em campo desses jogadores, o Tricolor fica sendo o segundo colocado no ranking. O alto aproveitamento dos jovens é um dos objetivos traçados pelo Grêmio na sua política voltada ao futebol. “Na base temos como objetivo abastecer o elenco profissional com atletas para serem destaques, serem protagonistas, serem bons coadjuvantes tambem, mas preparados para assumirem uma condição de responsabilidade no futuro próximo. Acredito que tendo jogadores formados ou oriundos da base com essas características, conseguiremos atender as necessidades”, frisa o coordenador geral das categorias de base, Francesco Barletta.

Com a necessidade de priorizar a conquista da Conmebol Libertadores Bridgestone, o Grupo de Transição, assim como a categoria Sub-19 foram requisitados para que os jovens pudessem defender o Clube, assim como aconteceu na partida da última rodada contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, quando somente o goleiro Bruno Grassi era do elenco principal.

“São trabalhos que acontecem simultaneamente para que este resultado seja alcançado. Temos um modelo de processo consolidado desde a categoria Sub-9 na Escola de Futebol, passa pelas categorias de base até o Sub-20, e é integrado ao Grupo de Transição e ao futebol profissional. Assim existe um maior conhecimento dos atletas formados no Clube, cria uma intimidade na rotina composta por treinamentos de equipes de base com os profissionais. O principal de tudo, no fim, é a coragem e confiança do Departamento de Futebol em lançar os jovens, já sabendo da reposta que eles podem dar”, valoriza Barletta.

Com a iminente disputa do Mundial de Clubes e a liberação dos atletas do elenco profissional na segunda quinzena de dezembro, é possível que muitos destes atletas sejam utilizados na arrancada do Grêmio no Gauchão 2018, antes da disputa da Recopa Sulamericana no dia 7 de fevereiro.

Francesco Barletta explica sobre o novo funcionamento do futebol gremista quanto ao lançamento de novos talentos no grupo principal. “O Grupo de Transição é norteado pela equipe de integração, composta pelos diretores das categorias de base, da direção do futebol profissional, coordenação da base e o executivo de futebol do Clube. Esse grupo de trabalho fez uma pesquisa grande do histórico sobre o trabalho feito até aqui e se chegou à decisão de que era necessário se aplicar um trabalho enxuto, com seu elenco sendo formado por atletas com a condição iminente de serem utilizados no profissional e que, se forem jogar alguma competição, que se use os que já estão no elenco profissional para dar ritmo, somados aos melhores jogadores do elenco Sub-20. Este elenco trabalhará diretamente com o auxiliar técnico do Clube, Cesar Bueno, para facilitar esse elo de comunicação com a comissão técnica, gerando a utilização ainda maior dos atletas da base no profissional”.

Parte do Grupo de Transição se reapresenta no CFT Presidente hélio Dourado para o início da pré-temporada no dia 18 de dezembro, sendo completo no dia 03 de janeiro com os jogadores liberados após o Brasileirão deste ano, começando então a treinar no CT Luiz Carvalho.